O casamento de D. Manuel II

4 Setembro 2022

Casamento de D. Manuel II de Portugal com a Princesa Augusta Vitória de Hohenzolern-Sigmaringen

O casamento do Rei D. Manuel II de Portugal com a Princesa Augusta Vitória de Hohenzollern-Sigmaringen realizou-se a 4 de Setembro de 1913 na capela do Castelo de Sigmaringen (Baden-Würtemberg, Alemanha). A Princesa germânica era filha do Príncipe Guilherme de Hohenzollern-Sigmaringen (ramo católico dos Hohenzollern) e da Princesa Maria Teresa de Bourbon-Duas Sicílias.

Oficialmente, Augusta Vitória nunca recebeu o título de Rainha de Portugal, pois a monarquia tinha sido deposta por golpe de Estado em 1910 e ela somente se casou com D. Manuel II em 1913. No entanto, pelo facto de ser esposa do último Rei de Portugal foi considerada Rainha de jure pelos monárquicos lusitanos.

A Princesa Augusta Vitória nasceu em Potsdam, na Prússia, em 1890, vindo a falecer em Eigeltingen, Alemanha, em 1966. Bela e bem educada, pouco conheceu do país que a tomou por Rainha de jure. Tendo enviuvado em 1932 pela morte de D. Manuel, casou-se novamente em 1939 com o conde Karl Robert Douglas. Não teve filhos de nenhum dos casamentos, ficando assim sem descendência o ramo da Casa de Bragança originado por D. Pedro IV de Portugal (D. Pedro I, Imperador do Brasil).

IPEC - Telegram

Ultimos artigos

25 de Abril, 50 anos depois: Meio século de ataques à Família e à Ordem Cristã

25 de Abril, 50 anos depois: Meio século de ataques à Família e à Ordem Cristã

A «liberdade» e a «democracia», tão proclamadas no 25 de Abril de 1974, foram rapidamente engolidas pelas forças da esquerda. O «contra-golpe» do 25 de Novembro impediu que o Partido Comunista tomasse conta do Poder, mas não foi senão um recuo estratégico da Revolução para entregar os destinos do País ao socialismo e aos seus aliados da social-democracia. Portugal entrou então em lenta agonia e a Família — célula mater de toda a sociedade — foi a mas atacada de todas as instituições, conforme descreve este Manifesto.

Biblioteca

O Regicídio de 1908
O Regicídio de 1908

Este livro é obra do Professor catedrático de Coimbra, Doutor Aníbal Pinto de Castro, tendo forte conteúdo  evocativo e rara beleza literária....

Share This