Natividade da Santíssima Virgem – 8 de Setembro

8 Setembro 2022

São Joaquim e Santa Ana, pais de Nossa Senhora e esposos exemplares, viveram uma época crucial para a história da salvação, dando cumprimento à promessa feita por Deus a Abraão e pela qual a humanidade viu a chegada do Salvador.

Precisamente nove meses depois de comemorar a Imaculada Conceição da Virgem Maria, a Igreja celebra a festividade do seu nascimento, a 8 de Setembro. Assim se exprimiu o Padre António Vieira sobre essa celebração:

«Quereis saber quão feliz, quão alto é e quão digno de ser festejado o Nascimento de Maria? Vede para o que nasceu. Nasceu para que d’Ela nascesse Deus.

«(…) Perguntai aos enfermos para que nasce esta celestial Menina, dir-vos-ão que nasce para Senhora da Saúde; perguntai aos pobres, dirão que nasce para Senhora dos Remédios; perguntai aos desamparados, dirão que nasce para Senhora do Amparo; perguntai aos desconsolados, dirão que nasce para Senhora da Consolação; perguntai aos tristes, dirão que nasce para Senhora dos Prazeres; perguntai aos desesperados, dirão que nasce para Senhora da Esperança.

«Os cegos dirão que nasce para Senhora da Luz; os discordes, para Senhora da Paz; os desencaminhados, para Senhora da Guia; os cativos, para Senhora do Livramento; os cercados, para Senhora da Vitória.

«Dirão os pleiteantes que nasce para Senhora do Bom Despacho; os navegantes, para Senhora da Boa Viagem; os temerosos da sua fortuna, para Senhora do Bom Sucesso; os desconfiados da vida, para Senhora da Boa Morte; os pecadores todos, para Senhora da Graça; e todos os seus devotos, para Senhora da Glória.

«E se todas estas vozes se unirem em uma só voz, dirão que nasce para ser Maria e Mãe de Jesus».

(Sermão do Nascimento da Mãe de Deus)

IPEC - Telegram

Ultimos artigos

AUTÊNTICO SENTIDO DA GRANDEZA LUSA

AUTÊNTICO SENTIDO DA GRANDEZA LUSA

Vale a pena reler e reflectir sobre o manifesto do Centro Cultural Reconquista em defesa do Ultramar Português, publicado apenas dois meses antes do nefasto golpe de 25 de Abril de 1974. Precisamente há 50 anos…

Biblioteca

O Regicídio de 1908
O Regicídio de 1908

Este livro é obra do Professor catedrático de Coimbra, Doutor Aníbal Pinto de Castro, tendo forte conteúdo  evocativo e rara beleza literária....

Share This