Militares russos carecem de meias, roupa interior, médicos ou serviços de inteligência

28 Novembro 2022

Soldados russos capturados pelo exército ucraniano (Foto: «The Moscow Times»

Em discurso extraordinário sobre a invasão da Ucrânia, Leonid Slutsky, líder do Partido Liberal Democrata da Rússia, disse que os militares russos não têm médicos suficientes nem suprimentos adequados às situações de combate.

Durante a reunião mantida no sábado, dia 26, com mães de soldados mobilizados para a guerra, Leonid Slutsky, defendeu a invasão da Ucrânia mas surpreendentemente reconheceu em público que os militares russos estão a sofrer severas carências.

«Não há médicos suficientes nas unidades militares. Toda gente diz isso. Não posso afirmar que  [os médicos] não existem, mas praticamente não se vêem por lá», admitiu Slutsky.

«Devemos lembrar que o mundo inteiro está com os olhos postos em nós. Somos a maior nação do mundo, mas se não temos meias, roupa interior, médicos, serviços de informação,  comunicações ou se não conseguimos simplesmente cuidar dos nossos filhos, isso levanta questões que serão muito difíceis de responder», disse Slutsky referindo-se à situação dos militares enviados para a Ucrânia.

Fonte: «Express»

IPEC - Telegram

Ultimos artigos

25 de Abril, 50 anos depois: Meio século de ataques à Família e à Ordem Cristã

25 de Abril, 50 anos depois: Meio século de ataques à Família e à Ordem Cristã

A «liberdade» e a «democracia», tão proclamadas no 25 de Abril de 1974, foram rapidamente engolidas pelas forças da esquerda. O «contra-golpe» do 25 de Novembro impediu que o Partido Comunista tomasse conta do Poder, mas não foi senão um recuo estratégico da Revolução para entregar os destinos do País ao socialismo e aos seus aliados da social-democracia. Portugal entrou então em lenta agonia e a Família — célula mater de toda a sociedade — foi a mas atacada de todas as instituições, conforme descreve este Manifesto.

Biblioteca

O Regicídio de 1908
O Regicídio de 1908

Este livro é obra do Professor catedrático de Coimbra, Doutor Aníbal Pinto de Castro, tendo forte conteúdo  evocativo e rara beleza literária....

Share This