Importância do factor greco-católico na agressão à Ucrânia

8 Março 2022

Deus está sempre do lado das vítimas das agressões injustas, disse o arcebispo Sviatoslav Shevchuk, líder da Igreja greco-católica ucraniana, horas depois que as forças militares russas invadiram a Ucrânia.

«É nosso direito natural e nosso dever sagrado defender a nossa terra e o nosso povo, o nosso estado e tudo o que nos é mais caro: a família, o idioma e a cultura, a história e o mundo espiritual», disse ele.

«É Ele quem proclama o Seu Santo Nome na história de cada nação, captura e derrota os poderosos deste mundo com o seu orgulho, os conquistadores com a ilusão da sua omnipotência, os soberbos e insolentes com a sua confiança em si mesmos», disse.

«É Ele quem concede a vitória sobre o mal e a morte. A vitória da Ucrânia será a vitória do poder de Deus sobre a mesquinhez e arrogância do homem! Assim foi, é e será», disse Shevchuk.

Qual o motivo que leva tantos católicos a esquecer a tremenda perseguição que o comunismo empreendeu contra a igreja católica da Ucrânia e seus reflexos neste momento?

IPEC - Telegram

Ultimos artigos

25 de Abril, 50 anos depois: Meio século de ataques à Família e à Ordem Cristã

25 de Abril, 50 anos depois: Meio século de ataques à Família e à Ordem Cristã

A «liberdade» e a «democracia», tão proclamadas no 25 de Abril de 1974, foram rapidamente engolidas pelas forças da esquerda. O «contra-golpe» do 25 de Novembro impediu que o Partido Comunista tomasse conta do Poder, mas não foi senão um recuo estratégico da Revolução para entregar os destinos do País ao socialismo e aos seus aliados da social-democracia. Portugal entrou então em lenta agonia e a Família — célula mater de toda a sociedade — foi a mas atacada de todas as instituições, conforme descreve este Manifesto.

Biblioteca

O Regicídio de 1908
O Regicídio de 1908

Este livro é obra do Professor catedrático de Coimbra, Doutor Aníbal Pinto de Castro, tendo forte conteúdo  evocativo e rara beleza literária....

Share This