As «Tábuas da Lei» da nova religião do Vaticano…

13 Julho 2022

Em boa harmonia, o Papa Francisco e Jeffrey Sachs apresentaram as «Tábuas da Lei» da nova religião ecologista (Foto: SDG Advocates).

O Vaticano apresentou recentemente os «10 Mandamentos» contra a mudança climática: não construirás mais usinas de carvão; não prospectarás mais petróleo ou gás; não cometerás fracking; paralisarás todos os novos oleodutos ou gasodutos; não desmatarás; só usarás carros elétricos; não consumirás carne (com excepção de insectos); não investirás em ‘gases de efeito estufa’; processarás as petrolíferas e só usarás energias renováveis.

O «Moisés» portador das Tábuas da Nova Lei foi o economista Jeffrey Sachs (na foto com o Papa Francisco), autodenominado «líder global em desenvolvimento sustentável».

Ele desceu do «Monte Vaticano», agora novo Sinai, para se reunir com a nova divindade – a Conferência Internacional sobre Mudança Climática, Saúde do Planeta e Futuro da Humanidade – sob os auspícios da Pontifícia Academia de Ciências, presidida por Dom Marcelo Sánchez Sorondo.

É escandaloso ver a liderança eclesiástica apoiar um programa que envolve uma brutal tirania e uma redução sem precedentes da liberdade dos Filhos de Deus.

Essa tirania já está a implementar um controle que vai obrigando as pessoas a mudar os seus hábitos submetendo-as a uma nova escravidão, subjugando-as com impostos e privando-as dos bens que alegadamente constituem «risco para o ambiente».
 
É desconcertante, com efeito, ver o entusiasmo do clero (supostamente) católico e a sua perfeita sintonia com os líderes da agenda globalista e ambientalista. Em vez de tratar da salvação das almas e de proteger os fiéis da opressão atéia, conforme é sua missão e dever, dedica todo o seu pervertido «apostolado» à defesa de uma ideologia mal fundamentada e perigosa para a Fé, visando envenená-la com crenças e divindades pagãs. Apenas a título de exemplo, recorde-se o «triunfo» da Pachamama no Vaticano, em 2019 , amplamente apoiado e prestigiado pelo Papa Francisco (foto).

Papa Francisco, cardeais, bispos e outros membros do clero prestando culto à deusa pagã «Pachamama» na Basílica de São Pedro em Roma, sede da Igreja Católica (Foto: «Beyond these stone walls»)

Perante tal situação, pode-se perguntar se não há uma nova religião dentro da Igreja, com ares e atitudes de catolicismo, mas com o objectivo de enganar os fiéis e privá-los da salvação eterna.

IPEC - Telegram

Ultimos artigos

25 de Abril, 50 anos depois: Meio século de ataques à Família e à Ordem Cristã

25 de Abril, 50 anos depois: Meio século de ataques à Família e à Ordem Cristã

A «liberdade» e a «democracia», tão proclamadas no 25 de Abril de 1974, foram rapidamente engolidas pelas forças da esquerda. O «contra-golpe» do 25 de Novembro impediu que o Partido Comunista tomasse conta do Poder, mas não foi senão um recuo estratégico da Revolução para entregar os destinos do País ao socialismo e aos seus aliados da social-democracia. Portugal entrou então em lenta agonia e a Família — célula mater de toda a sociedade — foi a mas atacada de todas as instituições, conforme descreve este Manifesto.

Biblioteca

O Regicídio de 1908
O Regicídio de 1908

Este livro é obra do Professor catedrático de Coimbra, Doutor Aníbal Pinto de Castro, tendo forte conteúdo  evocativo e rara beleza literária....

Share This